Certificações e gestão de sustentabilidade em usina de cana-de-açúcar

Autor: Fernanda Figueiredo Vicente

Orientador: Mirian Rumenos Piedade Bacchi

Resumo:

Diante das pressões sociais pela diminuição dos altos índices de degradação ambiental, novos conceitos ganharam força e, assim, novas tendências surgiram no mundo contemporâneo dos negócios – entre elas a da sustentabilidade. Nesta perspectiva, dada à realidade da economia brasileira relativamente ao número de empresas certificadas, considerando a evolução da certificação em nível mundial e, a importância do setor sucroenergético no agronegócio brasileiro, o presente trabalho teve como objetivo identificar a importância das certificações da Usina Alta Mogiana, tendo por base a ISO 9001, ISO 14001, BONSUCRO, CRÉDITO DE CARBONO, OHSAS 18001 e FSSC 2200, que são esquemas adotados. Foi aplicado um questionário com intuito de capturar a percepção dos gestores sobre a influência e impacto que estes seis certificados causaram, procurando identificar quais os principais aspectos na adoção de cada certificação. A análise do questionário nos permitiu extrair conclusões referentes à motivação na busca de certificações, impactos no mercado e na gestão da usina, resultados mensuráveis e aspectos negativos.

Para ler o estudo completo, acesse: http://hdl.handle.net/10438/9898

Fonte: Biblioteca Virtual da EESP - Escola de Economia de São Paulo – MPAGRO: Dissertações, Mestrado Profissional em Agronegócios (http://www.eesp.fgv.br/agronegocio)

|

Portal FGVENG

Escolas FGV

Acompanhe na rede